6.24.2017

Aqueles que merecem morrer, Peter Swanson



Hoje trago-vos uma opinião muito curtinha de um livro que adquiri e li recentemente: The kind worth killing, que em português ficou com o nome de Aqueles que merecem morrer. Este é um thriller que tem andado nas bocas do mundo e, como tal, quando o vi à venda num alfarrabista por metade do preço, não resisti e comprei-o. Acabou por ser uma leitura bastante rápida e prazeirosa.
A premissa base é bastante simples. Logo no início do livro conhecemos o Ted Severson e a Lily Kintner que se vão conhecer num aeroporto em Londres. Enquanto esperam pelo embarque num voo para Boston, acabam por conversar e beber uns quantos martinis. Embalados pelo excesso de álcool, acabam por partilhar alguns pormenores da sua vida privada. Ted conta que descobriu recentemente que a sua mulher o trai e que isso o deixou cheio de vontade de a matar. Para sua surpresa, Lily apoia o seu desejo e ainda se mostra disposta a ajudá-lo.  E não vou contar mais porque acho, sinceramente, que este é do género de livros que quanto menos pormenores souberem do enredo melhor porque aumenta a probabilidade de serem surpreendidos.
Apesar de gostar bastante do género, há já algum tempo que não lia um thriller e confesso que já tinha saudades do ritmo frenético de leitura associado a um bom exemplar do género. E mesmo não tendo ficado apaixonada por este livro, tenho de admitir que este é um livro bastante sólido e viciante. A história é narrada na primeira pessoa e, em cada capítulo, vamos alternando entre várias personagens. Os capítulos são bastante curtos e a escrita é também bastante simples (por vezes um pouco demais), o que tornou a leitura bastante fluida e compulsiva. 

É também um livro com muita acção e o seu enredo está repleto de reviravoltas. Apesar de não considerar a maioria destas reviravoltas previsível, tenho de confessar que também não as achei totalmente surpreendentes. Para mim, faltou um pouquinho mais de factor "uau" mas mesmo assim achei sempre as reviravoltas bem construídas e não ridículas. O final também foi bastante satisfatório.
As personagens são um pouco genéricas demais (não me incomoda muito no género) mas servem o seu propósito . Gostei da protagonista Lily que achei bastante cativante e enigmática.

Concluindo, apesar deste livro não me ter arrebatado totalmente, considero-o um thriller bastante acessível e intrigante, perfeito para esta altura do ano. ★★1/2 




E vocês? Já leram este livro ou querem ler?



6 comentários

  1. Acho que perdi o interesse em ler. E não há meio de encontrar um thriller este ano sensacional. :/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não percas Cláudia. É um bom thriller e viciante. Não me arrebatou a 100% mas a Elisa e a Raquel amaram :)

      Eliminar
  2. Toda a gente tem gostado muito.tenho visto por aí. Até a Vera, menina dos polícias. Mas agora já não é uma prioridade. É só 'um dia leio' :D

    ResponderEliminar
  3. Olá Catarina,
    Vou ler este livro muito em breve e mesmo que não te tenha arrebatado, estou muito curiosa.
    Beijinhos e boas leituras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Tita,
      Acho que vais gostar :) Bjs e boas leituras

      Eliminar

Latest Instagrams

© Sede de Infinito. Design by FCD.