Um gosto mórbido por ossos (#1 Cadfael), Ellis Peters

12:18

Hoje venho inaugurar uma nova rubrica chamada de Cozies Corner que vai ser dedicada aos cozy mysteries. E o que é um cozy mystery? Existem várias definições mas a seguinte é a minha, baseada em pesquisas.

Cozy mystery: pode ser definido como um tipo de livro dentro do género policial/mistério que preenche normalmente alguns requisitos: há pouca violência e acção; decorre num local mais restrito/pequeno/íntimo, geralmente, com pessoas comuns; foca-se nas pistas e enredo; há um maior senso de comunidade;  

O meu plano é, às sextas-feiras (quando puder), vir falar-vos de um livro, filme ou série de cozy mystery. Deixar-vos algumas recomendações dentro do género :) Claro que eu não sou nenhuma perita; sou apenas uma pessoa que gosta do género e que quer, cada vez mais, descobrir novas histórias. Como tal, aceito sempre sugestões!

Para começar trago-vos um livro que li em Maio: Um gosto mórbido por ossos.

Título: Um gosto mórbido por ossos | Autor: Ellis Peters
Editora: Europa-América | Ano de publicação: 1983 | Páginas: 188
★★★☆☆½

Ano da Graça de 1136. Maio. O Prior Robert tinha um sonho. Viera ao País de Gales para conduzir as ossadas de uma santa que fazia milagres. O Irmão Columbanus tinha uma ambição. Quisera a fama de um modo pouco apropriado a um monge. O Irmão Cadfael tinha um passado. Conhecera o mundo exterior e estava disposto a esquecê-lo. Mas o Irmão John tinha um problema. Havia na sua vida uma mulher e queria conservá-la. E para piorar esta situação… Subitamente, todos eles se vêem envolvidos num assassínio. Esta é a primeira aventura e o primeiro enigma medieval do Irmão Cadfael enquanto monge e a que lhe granjeará o título de frade-detective.

Um gosto mórbido por ossos é o primeiro livro da saga do monge-detective Irmão Cadfael. A primeira vez que ouvi falar destes livros foi através do Booktube e, na altura, chamou-me muito a atenção pela premissa (um monge que investiga crimes) que me fez lembrar o livro O Nome da Rosa (uma história que gosto muito).
Parti para a leitura deste livro sem muitas expectativas e esperava, apenas, que ele me ajudasse a sair de uma ressaca literária. E foi muito bem sucedido nesse aspecto :)

Esta é uma história simples, protagonizada pelo Irmão Cadfael que é um monge bastante pragmático e inteligente, que teve uma vida bastante activa antes de ingressar nesta ordem religiosa. Basicamente, neste primeiro volume vamos conhecê-lo e acompanhá-lo numa visita ao País de Gales, com outros membros do seu convento, de modo a recuperar as ossadas de uma santa milagreira. É aí então que o homícidio ocorre e o Irmão Cadfael vai ser essencial na descoberta do culpado.

Como pontos positivos, tenho de apontar em primeiro lugar o próprio Irmão Cadfael que é uma personagem extremamente carismática e inteligente. Gostei dele, apesar de pertencer ao clero, ter uma visão bastante científica e realística do mundo que o rodeia. É também extremamente interessante ler um mistério que decorre na Idade Média e a autora consegue transportar-nos facilmente para a época histórica em questão.
O mistério em si foi interessante e prendeu-me a atenção mas foi também um tanto ou quanto previsível. De qualquer modo, a resolução final foi inesperada e acabou por ter um fim satisfatório.


Concluindo, este é um bom cozy mystery e fiquei com vontade de ler mais livros da série. Não é uma leitura impressionante mas entreteve-me :)



Curiosidade: Existe uma série baseada nestes livros chamada Cadfael (1994-1996). 
Tem 13 episódios e é protagonizada por Derek Jacobi.



E vocês? Já leram algum dos livros ou viram a série?


Sugestões

0 comentários